29 de setembro de 2014

Degustação Codorníu/ Bodega Septima


Bodega Septima (fonte: bodega septima /multimedia)

Pertencente ao grupo espanhol Codorníu Raventós (famoso entre nós pela cava), a Bodega Septima está localizada na Província de Mendoza, com seus vinhedos na região de Agrelo, ao pé da Cordilheira dos Andes. Moderna, a edificação ocupa uma área de mais de 5000 metros quadrados, com capacidade de armazenamento de 3 milhões de garrafas. 

Leticia Arena, simpática gerente de Marketing da Bodega Septima, foi a responsável por apresentar os produtos, importados pela Interfood/ Todovino, no Restaurante Tempranillo (Rua Jacques Félix, 381, São Paulo). Nada melhor que um bom restaurante de sotaque ibérico para receber uma degustação de vinhos que hablan por si com bom custo benefício.

Nossa degustação iniciou-se por uma velha conhecida: Cava Codorníu Brut. Clássica, de cor amarelo palha, com bolhas pequenas e numerosas, esta cava passa 9 meses em contato com as leveduras. No nariz, aromas frutados de maçã e tostados, com uma nota defumada típica das cavas. Boa acidez e bom corpo, feita com uvas tradicionais: Macabeo (40%), Xarel-Lo (40%) e Parrelada (20%). Preço: R$ 69,90.

O próximo vinho foi outro espumante: Cava Codorníu Pinot Noir Brut. Bela coloração rosada de média intensidade, com borbulhas bastante numerosas. Aromas de frutos vermelhos maduros, com notas terrosas e de leveduras (pão). Excelente corpo, ótima acidez e pronunciado retrolfato de frutas secas. Final um pouco mais quente, porém redondo. Muito gastronômica!. Preço: R$ 108,90.























Os "tapas" servidos de entrada combinaram perfeitamente com os espumantes, com destaque para a deliciosa Chistorra (linguiça) com batata rústica e cogumelos.




Na sequência, entraram em cena os tintos da Bodega Septima; iniciamos com o Septima Malbec 2012, da linha varietal (14% Álcool). De cor violácea, apresentando aromas mais frutados que os habituais florais, típicos da Malbec. Letícia explicou que utilizam uma pequena passagem por carvalho de segundo uso (6 meses) para preservar o máximo o caráter frutado. Na boca, acidez média alta, com bom corpo; o floral foi aparecendo aos poucos. Final quente. Bom vinho com bom preço: R$ 44,90. Essa linha de vinhos também conta com varietais de Cabernet Sauvignon e Syrah.



Um degrau acima, o Septimo Dia Cabernet Sauvignon 2011 (14,5% Álcool) apresentava coloração rubi intensa, agradável aroma de cassis, couro novo e especiarias frescas. Excelente na boca, com corpo médio alto, retrolfato com nota de baunilha e persistência média alta. Passou 10 meses em barricas de carvalho americano de segundo uso. Muito bom vinho a R$ 87,90. Foi o meu preferido da degustação.













Top de linha, o Septima Gran Reserva 2011 é produzido com um blend de 60% de Malbec, 30% de Cabernet Sauvignon e 10% de Tannat. Passa 6 meses em garrafa após envelhecer 18 meses em barricas de carvalho americano e francês de primeiro uso. Decantado antes do serviço, apresentava coloração violácea de média intensidade, chamando atenção pela paleta aromática de rosas, clara referência à Tannat, segundo Leticia. Muito redondo na boca, encorpado e com taninos ainda por amadurecer. Excelente potencial de guarda. Preço: R$ 105,90


Acompanhamento para os tintos? Arroz de Buchecha de boi, impecável. Prato encorpado, pedia um vinho de peso semelhante, e encontrou o par perfeito no Gran Reserva...




Outro vinho "TOP" da linha, que tive recentemente oportunidade de conhecer e faço questão de mencionar, é o Septima Gran Reserva 10 Barricas Cabernet Sauvignon 2010. Uma edição limitada a 2640 garrafas, com passagem de 24 meses por barricas francesas e americanas novas e 1 ano em garrafa. Rubi intenso, nariz potente e frutado (cassis, cerejas), com uma nota de couro novo. Encorpado, boa acidez, taninos macios e redondo na boca, uma versão mais musculosa do Septimo Dia, com potencial de evolução, mas ótimo para beber agora. Preço: R$ 151,90. Fiz uma boa harmonização com fondue de carne (uma versão em que a carne não é frita, e sim "cozida" num molho à base de vinho).



Os vinhos podem ser adquiridos pelo telefone (011) 2602-7266 ou no site da importadora que você acessa aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário