30 de setembro de 2013

Um fado de 50 notas

Em evento com o toque sempre especial de Cristina Neves, ocorrido no último dia 25 de setembro na Casa Leopolldo Jardins, Dirceu Vianna Junior, único Master of Wine brasileiro, apresentou sua seleção de 50 vinhos portugueses para imprensa e profissionais do setor. Natural do Paraná e radicado em Londres desde 1989, Dirceu alcançou a mais alta graduação no mundo do vinho em 2008, após anos de estudo ininterruptos. Para termos uma idéia do feito deste brasileiro, o Institute of Masters of Wine (ou Instituto de Mestres do Vinho) está completando 60 anos em 2013, e nesse período somente 303 pessoas conseguiram tal título!


Palácio da Bolsa
crédito: ViniPortugal (material de divulgação)
A Vinhos de Portugal (ou ViniPortugal), associação do setor vitivinícola português, que tem como missão promover a imagem de Portugal e seus vinhos, convidou Dirceu para uma difícil tarefa, que seria escolher 50 vinhos entre 600 amostras oriundas de todas regiões produtoras de Portugal.
O local escolhido para a avaliação rigorosa do Master of Wine (MW) foi o belíssimo Palácio da Bolsa, na cidade do Porto, onde durante 5 dias Dirceu avaliou os diversos vinhos que lhe foram apresentados, e onde retornou por 3 dias após a primeira avaliação, para reavaliar alguns vinhos, em alguns casos mais de duas vezes, para não ter dúvidas.

crédito: ViniPortugal (material de divulgação)
Simpático e humilde, Dirceu nos explicou que durante sua avaliação procurou não se atentar ao rótulo e sim ao conteúdo dentro da garrafa, focando no gosto do consumidor brasileiro e na boa relação custo- benefício. Obviamente, respeitando o poder aquisitivo de cada um, selecionou garrafas para todos os gostos e bolsos, o que na prática originou uma lista com vinhos variando de R$ 26,00 (Bairrada Reserva 2011, da vinícola Aliança) a R$ 918,60 (Porto Colheita 1963, da Burmester, trazido pela Adega Alentejana).




Fomos recepcionados na Casa Leopolldo com vários petiscos finger food, como polvo ao vinagrete, mini robata caprese com mozzarella nozinho, pastéis de queijo, caldo verde com croutons de bacon, camarão com crosta de coco e molho agridoce e cebolinha, entre outros. Devido à profusão de sabores, Dirceu foi simples e direto: optou por apresentar dois vinhos inicialmente, um ótimo branco Boas Quintas Encruzado 2011(www.adegados3.com) e um tinto de peso, o Passadouro Touriga Nacional 2010 (www.adegaalentejana.com.br).
Durante o almoço a seguir, que teve como mestre de cerimônias o jornalista Adalberto Piotto, o atual presidente da ViniPortugal, Engenheiro Jorge Monteiro, fez questão de salientar que a escolha por Dirceu Vianna deveu-se a seu imenso profissionalismo e competência. Na seqüência, o Master of Wine discorreu brevemente sobre o trabalho realizado em duas etapas (visita a regiões produtoras e degustação) e enfatizou a evolução dos vinhos de Portugal, principalmente nos últimos 15 anos; dentre as castas brancas, destaque especial para a Encruzado, cujo potencial ainda pode ser explorado, e entre as tintas, para a Touriga Nacional, que apesar de difícil cultivo, origina vinhos de muita personalidade e com a "cara" de Portugal. Porém, chamaram-lhe a atenção principalmente os vinhos oriundos de "blends" de uvas autóctones do país irmão.

Da lista completa, que coloco no fim deste post, selecionei pretenciosamente quatro vinhos:

  • Soalheiro 2012: Vinho Verde clássico, oriundo da sub-região de Melgaço, 100% Alvarinho: notas cítricas e mineralidade, num conjunto incrível. Seu irmão mais velho (e mais caro), o Primeiras Vinhas, é um dos meus vinhos inesquecíveis - trazidos pela Mistral (www.mistral.com.br)






  • Morgado de Santa Catherina, 2010: 100% Arinto. Um velho conhecido, fiquei muito feliz em vê-lo na lista de Dirceu. Uma bela cor dourada, com atraente aroma de fruta madura e especiarias, boa acidez e belo corpo, bem casado com a madeira; bastante gastronômico. Proveniente da pouco conhecida DOC Bucelas, da região de Lisboa, era trazido pela Todovino/ Interfood, mas após a interrupção da operação com a importadora, é encontrado no site www.wine.com.br




  • Vinha Pan, 2009: mais um grande vinho de Luis Pato! Proveniente de vinhedos velhos de Baga, uva típica da Bairrada, são realizadas duas colheitas, a primeira destinada a produção de espumantes e a segunda colheita, de 3 cachos restantes, um mês após, para a elaboração deste vinho. Com discreta cor granada e aromas terciários além da fruta negra madura, apresenta ótima acidez, com taninos bem integrados. Trazido pela Mistral.





  • Julia Kemper 2009: me surpreendi com este Dão. Fácil de beber e de gostar, este corte de Touriga Nacional, Tinta Roriz, Alfrocheiro e Jaen apresenta aromas de frutas vermelhas e um toque de tempero no nariz, boa acidez e taninos refinados na boca. Trazido pela Gracciano Importadora (tel 999925655)






Lista de Dirceu Vianna Junior, MW: Nome, Importadora e preço sugerido

Brancos:


1) Covela Escolha 2012, trazido pela Magnum Importadora, R$ 145,00

2) Quinta da Levada 2012, sem importador (www.quintadalevada.pt)

3) Soalheiro 2012, trazido pela Mistral (safra 2011 a R$ 119,90)

4) Quinta de Gomariz Grande Escolha 2012, trazido pela Decanter, R$ 80,00

5) Casa da Senra 2012, sem importador

6) Tapada dos Monges 2012, trazido pela Garrafeira Real Importadora, preço sob consulta

7) Muros Antigos Loureiro 2012, trazido pela Decanter, R$ 50,00

8) Portal do Fidalgo 2011, trazido pela Casa Flora, R$ 53,50

9) Muros de Melgaço 2011, trazido pela Decanter, R$ 140,00

10) Royal Palmeira 2009, trazido pela Ideal Drinks, R$ 140,00

11) Quinta da Fonte do Ouro Encruzado 2011, trazido pela Adega dos 3, R$ 80,00

12) Morgado de Santa Catherina 2010, na wine.com.br, R$ 90,00

13) Redoma Reserva 2011,  trazido pela Mistral, R$ 219,00

14) Conceito 2010, trazido pela Épice, R$ 180,00


Tintos


15) Cortes de Cima Trincadeira 2011, trazido pela Adega Alentejana, R$ 151,60

16) Terra D' Alter Touriga Nacional 2010, importado pela Obra Prima, R$ 49,70

17) Herdade da Pimenta Grande Escolha 2010, trazido pela Rju, R$ 180,00

18) Tinto da Talha Grande Escolha 2009, importado pela Adega Alentejana, R$ 56,00

19) Canto X 2009, sem importador

20) Cartuxa 2009, importado pela Adega Alentejana, R$ 135,90

21) Cortes de Cima Reserva 2009, importado pela Adega Alentejana, R$ 477,00

22) Dona Maria Reserva 2008,  trazido pela Decanter, R$ 178,25

23) Conde D'Ervideira Private Selection 2008, trazido pela Intercom, R$ 150,00

24) Aliança Bairrada Reserva 2011, sem importador

25) Vinha Pan 2009, trazido pela Mistral, R$ 217,9

26) Marquesa de Alorna Reserva 2009, importado pela Adega Alentejana, R$ 165,30

27) Julia Kemper 2009, importado pela Gracciano, R$ 85,00

28) Quinta da Fonte do Ouro Touriga Nacional 2009, trazido pela Adega dos 3, R$160,00

29) Casa da Passarela Vinhas Velhas 2009, trazido pela Vínica, R$ 139,00

30) Quinta do Serrado Reserva 2009, sem importador

31) Quinta do Perdigão Touriga Nacional 2008, trazido pela Mistral, R$ 228,85

32) Quinta da Bica Reserva 2005, importado pela Gracciano, R$ 87,00

33) Quinta do Vallado Reserva Field Blend 2011, trazido pela Cantu Importadora, R$ 185,00

34) Quinta da Casa Amarela Grande Reserva 2011, importado pela Wine Mundi, R$ 440,00

35) Casa Ferreirinha Callabriga 2010, trazido pela Zahil, preço sob consulta

36) Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2010, importado pela Qualimpor, R$ 160,00

37) Pintas 2010, importado pela Adega Alentejana, R$ 438,50

38) Poeira 2010, trazido pela Mistral, no site a safra de 2008 a R$ 284,90

39) Batuta 2010, trazido pela Mistral, no site a safra de 2009 a R$ 473,00

40) Quinta do Passadouro Touriga Nacional 2010, importado pela Adega Alentejana, R$ 214,00

41) Quinta do Pessegueiro 2010, importado pela World Wine,  R$ 155,00

42) Curriculum Vitae 2010, trazido pela World Wine, R$ 281,00

43) Quinta de La Rosa Reserva 2009, importado pela Ravin, R$ 288,00

44) Chryseia 2009, trazido pela Mistral, R$ 395,78

45) Quinta do Noval Touriga Nacional 2009, importado pela Adega Alentejana, R$ 367,00

46) Quinta do Portal Auru 2009, trazido pela Wines and Roses, R$ 649,00


Fortificados/ Doces


47) Bacalhôa Moscatel Roxo 2001, trazido pela Portuscale, R$ 173,25

48) Justino's Madeira Colheita 1995, importado pela Casa Flora/Porto a Porto, R$ 170,00

49) Graham's Tawny 30 anos, trazido pela Mistral, R$ 638,90

50) Burmester Porto Colheita 1963, importado pela Adega Alentejana, R$ 918,60


Nenhum comentário:

Postar um comentário